segunda-feira, 3 de dezembro de 2018

Usos bizarros de IA




Se tem uma coisa que tem enchido os olhos de todo mundo nos últimos tempos, é a Inteligência Artificial, uma inteligência similar à humana, porém exibida por mecanismos ou software bastante avançados.
IA também é um campo de estudo acadêmico, onde os principais pesquisadores e livros didáticos o definem como "o estudo e projeto de agentes inteligentes", onde um agente inteligente é um sistema que percebe seu ambiente e toma atitudes que maximizam suas chances de sucesso.

Podemos pensar em algumas características básicas desses sistemas, como a capacidade de raciocínio (aplicar regras lógicas a um conjunto de dados disponíveis para chegar a uma conclusão), aprendizagem (aprender com os erros e acertos de forma a no futuro agir de maneira mais eficaz), reconhecer padrões (tanto padrões visuais e sensoriais, como também padrões de comportamento) e inferência (capacidade de conseguir aplicar o raciocínio nas situações do nosso cotidiano).

Ou seja, a inteligência artificial vai além daquele processo mecânico de aprendizagem por observação ou imitação, englobando também a capacidade de inferir sobre o mundo à sua volta.
Ou seja, os usos dela são ilimitados e, é exatamente por isso, que alguns usos pra lá de bizarros tem aparecido por aí:
InspiroBot:


Segundo o próprio site, o InspiroBot é uma “inteligência artificial dedicada a gerar quantidades ilimitadas de citações inspiradoras únicas para o enriquecimento da existência humana”.
Resumindo: Um gerador de frases motivacionais com fundos bonitinhos pra serem usados nos grupos do Zap.
Maaaaaaaaaas o InspiroBot tem seu próprio conceito de “frase motivacional” e esses são alguns dos exemplos das coisas que ele “gerou”:

"Seja submissivo".

"Você não pode dizer a si mesmo que está magra".

"Pare de flertar na internet e seja macho".

"Magia começa com sofrimento. Ela começa com você."

HUM:
A IA invade o seu corpo.

O HUM promete usar a IA pra aprender sobre o “ritmo” das suas usuárias e se adaptar a cada uma delas… Sobre esse uso da IA eu nem tenho muito pra falar, olha… Só… Hum

Manter a nossa bolha:
"FaceBolha".
Mark Zuckerberg já declarou que a IA do Facebook analisa nossos comportamentos e a forma como interagimos dentro do site. Ao analisar esses dados, a IA pode fazer recomendações de assuntos do nosso interesse, tornando nosso feed uma grande bolha de conteúdos, onde tudo o que seja contrário ao nosso interesse não é exibido.

Encontrar o Wally:
"Onde está Wally?"

A empresa Redpepper criou um robô que não apenas reconhece o Wally em poucos segundos como ainda o APONTA na página.
O robô funciona através de reconhecimento facial e sua fase de “aprendizado” envolveu o escaneamento de 62 imagens do rosto de Wally e 45 imagens de corpo inteiro. Toda a construção do robô levou cerca de uma semana.





E por falar em Wally, vocês já viram o trailer de “Onde Estava Wally?”, fanfilm feito pelo Nerdice? É só dar o play aí e ficar na hype:



Dia 15/12 é o lançamento oficial. Estamos todos ansiosos por aqui!!

XoXo

Postar um comentário

Whatsapp Button works on Mobile Device only

Escreva oque quer procurar